11 . 2539.6470 / 11 . 2645.7298 / Whatsapp: (11) 96587-7395

RITIDOPLASTIA

(Lifting Facial)

• Do que se trata:

A Ritidoplastia (ou Lifting Facial) é voltada para a melhoria dos sinais visíveis de envelhecimento na face e no pescoço. Pode ser combinada com outros procedimentos, como o lifting de testa, de queixo e a cirurgia de pálpebras.

• Procedimento:

O tipo de técnica aplicada define a extensão e o posicionamento das incisões: um lifting tradicional conta com incisões que vão do couro cabeludo, na região temporal, passam ao redor da orelha e vão até a parte inferior do couro cabeludo. A gordura pode ser esculpida ou redistribuída, o tecido extra é reposicionado e os músculos são elevados.

A duração da Ritidoplastia é determinada de acordo com a extensão da área a ser operada (face, pálpebras e pescoço) e pode variar de 1h30 (nos casos envolvendo o terço médio do rosto) a 5h. O paciente ficará em observação pelo período de 4 a 24h (dependendo do tipo de anestesia).

• Anestesia:

Este tipo de cirurgia costuma ser realizada com a anestesia geral e/ou local com sedação, conforme o caso.

A equipe médica responsável sempre opta por usar a opção mais segura para cada caso.

• Pós operatório:

O pós-operatório da Ritidoplastia costuma ser tranquilo. Para isso, é importante seguir as prescrições do médico e manter repouso relativo nos primeiros oito dias.

Após a cirurgia é colocado um curativo, que será retirado no dia seguinte, durante o retorno médico. Já os pontos da face e do couro cabeludo são retirados entre uma a duas semanas após a cirurgia.

Compressas geladas nos olhos ajudam a evitar o inchaço. Também é importante não se deitar de lado nos primeiros sete dias.

O retorno às atividades cotidianas pode ocorrer entre cinco a 15 dias após o procedimento, que é quando a maior parte das manchas roxas e do inchaço tende a desaparecer – e o uso de maquiagem é liberado. O que define esse período é a recuperação do paciente e os casos de cirurgias associadas. Já as atividades físicas são liberadas após um mês.

• Resultados:

O pós-operatório não costuma ser muito desconfortável para o paciente – mas qualquer dor que surja no período pode ser solucionada com a medicação prescrita e analgésicos comuns.

O inchaço pode demorar alguns meses para ceder permanentemente. Já as linhas de incisão precisam de até seis meses para apresentar uma aparência normal. Por isso é fundamental evitar a exposição ao sol nos primeiros dias e usar proteção solar para garantir a manutenção dos resultados.

Ingerir bastante água, manter a pele hidratada corretamente e não fumar complementam estes cuidados.

• Riscos da cirurgia:

Os possíveis riscos desta cirurgia englobam necrose da pele, dormência ou alteração da sensibilidade na área operada, assimetria, despigmentação da pele, inchaço prolongado, perda corrigível de cabelo no local das incisões, entre outros.

Clínica Lange - Cirurgias Plásticas

TEM ALGUMA DÚVIDA?

FAÇA SUA PERGUNTA SOBRE CIRURGIAS, RECUPERAÇÃO E OUTROS TEMAS DIRETAMENTE PARA O DR. EDUARDO LANGE.

Share This