11 . 2539.6470 / 11 . 2645.7298 / Whatsapp: (11) 96587-7395

PRÓTESE DE QUEIXO

• Do que se trata:

A cirurgia busca oferecer um aumento de tamanho e projeção do queixo, gerando uma proporção maior com a testa e terço médio da face.

• Procedimento:

O procedimento utiliza-se do próprio osso, que é deslocado sobre ele mesmo para promover a projeção, ou através da inclusão de uma prótese.

Quando o procedimento trata apenas do implante para aumentar o mento, a cirurgia tem duração média de 1h. Caso o procedimento englobe o avanço ósseo, a duração chega a ser de 1h30 a 2h. O paciente recebe alta no mesmo dia.

• Anestesia:

No geral recomenda-se o uso de anestesia local com sedação. Quando é associada à outra cirurgia de face, como uma Rinoplastia ou Ritidoplastia, pode ser realizada sob anestesia geral.

A equipe médica responsável sempre opta por usar a opção mais segura para cada caso.

• Pós operatório:

É comum que a fase inicial de cicatrização apresente inchaço localizado por 10 a 14 dias, descoloração, dormência ou um certo grau de desconforto, que pode ser resolvido com o uso de analgésicos prescritos pelo médico. Os movimentos faciais podem ficar temporariamente limitados ou comprometidos.

Nesse período o paciente deve manter a cabeça elevada e evitar dormir de lado. É importante evitar a exposição solar enquanto houver hematomas e optar por uma dieta líquida, para preservar a musculatura da região até seu restabelecimento completo.

A higiene oral deve ser reforçada, com o uso de soluções antissépticas, especialmente nos casos de incisão intraoral.

As atividades cotidianas podem ser retomadas a partir do 15º dia. Já as atividades físicas podem ser retomadas por volta de 20 dias, com preferência para exercícios de baixo impacto.

• Resultados:

Os resultados finais podem ser vistos a longo prazo, em um período de 6 a 10 meses – mas já é possível notar uma diferença significante de volume nos primeiros dias.

As cicatrizes, nos casos de avanço ósseo, são internas (dentro da boca). Já nos procedimentos de inclusão de próteses, pode haver uma cicatriz externa, localizada na parte inferior do queixo.

• Riscos da cirurgia:

Como em qualquer cirurgia, existe o risco de necrose de pele, sangramentos e infecções, além de questões relativas à área operada, como: cicatrizes desfavoráveis, flacidez residual da pele, rigidez ao redor dos implantes, deformidade do queixo, lesão do nervo mentoniano, erosão óssea na área do implante e extrusão do implante.

Clínica Lange - Cirurgias Plásticas

TEM ALGUMA DÚVIDA?

FAÇA SUA PERGUNTA SOBRE CIRURGIAS, RECUPERAÇÃO E OUTROS TEMAS DIRETAMENTE PARA O DR. EDUARDO LANGE.

Share This