11 . 2539.6470 / 11 . 2645.7298 / Whatsapp: (11) 96587-7395

LIPOASPIRAÇÃO E LIPOESCULTURA

• Do que se trata:

Ambas as técnicas têm como objetivo remodelar áreas específicas do corpo através da remoção do excesso de depósitos de gordura localizada.

Existem diversas técnicas disponíveis no cenário cirúrgico – o que determina a escolha de cada uma é o perfil físico do paciente, seu histórico médico e o tipo de resultado almejado.

A Lipoaspiração faz a remoção da gordura e, posteriormente, o descarte desse material. Já na Lipoescultura essa gordura é utilizada para enxertos, melhorando o contorno de certas áreas do corpo do paciente.

• Procedimento:

Para o procedimento, o cirurgião injeta uma solução que contém soro fisiológico e adrenalina – que tem ação vasoconstritora, reduzindo sangramentos, inchaços e possíveis equimoses (as manchas roxas) – nas áreas a serem operadas.

O próximo passo é a introdução de uma cânula de sucção através de uma pequena incisão. A cânula é usada em movimentos de vai e vem, que ajudam a soltar a gordura e sugá-la para fora.

O procedimento dura, em média, de 1 a 3h. No geral, os pacientes permanecem no hospital apenas para observação e recebem alta 12h após a cirurgia.

• Anestesia:

A anestesia usada nestes casos pode ser geral, local, epidural ou peridural. Essa escolha é determinada pela extensão da cirurgia, técnica escolhida e pelo histórico médico do paciente.

A equipe médica responsável sempre opta por usar a opção mais segura para cada caso.

• Pós-operatório:

É importante seguir as recomendações médicas para evitar problemas com a cicatrização, além do surgimento de infecções, manchas cutâneas, fibroses, depressão e aderências.

Por isso, deve-se observar o período de repouso e medicações prescritos, manter uma alimentação adequada para fortalecer o organismo (mas sem exageros, para evitar ganho de peso), usar a cinta modeladora pelo período recomendado, investir em sessões de drenagem linfática assim que houver a liberação por parte do médico e evitar exposição ao sol pelos primeiros dias, enquanto houver manchas arroxeadas na pele.

• Resultados:

O ciclo completo de recuperação costuma se dar em seis meses. Mas quando o paciente responde bem à recuperação, pode observar 80% do resultado final já no quarto mês.

As cicatrizes costumam ser pequenas e geralmente ficam escondidas sob as dobras ou sulcos naturais do paciente.

• Riscos da cirurgia:

A Lipoaspiração pode apresentar riscos como sangramento excessivo, trombose, edema pulmonar, embolia pulmonar, danos aos órgãos internos durante o procedimento, infecções, fibroses, necroses, insensibilidade na área operada, alterações na cor da pele da área tratada e reação alérgica ao anestésico (muito raro atualmente).

Clínica Lange - Cirurgias Plásticas

TEM ALGUMA DÚVIDA?

FAÇA SUA PERGUNTA SOBRE CIRURGIAS, RECUPERAÇÃO E OUTROS TEMAS DIRETAMENTE PARA O DR. EDUARDO LANGE.

Share This