11 . 2539.6470 / 11 . 2645.7298 / Whatsapp: (11) 96587-7395

Sobre este assunto de células-tronco na cirurgia plástica facial, existe muita propaganda enganosa e aproveitadores; e também muita coisa que é dita em teoria, mas não é feita na prática.

Atente-se aos itens abaixo, e tudo ficará mais claro:

– Não existe NENHUM estudo científico sério que comprove a superioridade dos resultados com a célula tronco separada em laboratório, comparada com a gordura centrifugada rica em células tronco (CT).
– Esse assunto está atingindo um nível preocupante nos Estados Unidos, devido à profusão de

aproveitadores e aventureiros fazendo propaganda enganosa de rejuvenescimento facial com supostas células tronco e plasma rico em plaquetas, como o “Vampire Lifting” e muitos outros. Basta dar um Google para ver quantos anúncios aparecem: muitos nem cirurgiões plásticos são.

Cirurgiões plásticos de ponta sequer mencionam estes termos.

– Em nenhum congresso ou simpósio de ponta em cirurgia plástica, sequer falamos sobre lifting com células tronco. E sim, falamos sobre “lifting facial, associado a enxerto de gordura, rico em células tronco.

Então, na prática séria e realmente factível, é assim que funciona: em centro cirúrgico, a gordura é lipoaspirada do abdome e/ou coxa interna, com material específico de lipoaspiração para estes casos, e pressão de lipoaspiração baixa, para preservar ao máximo a integridade das células de gordura. Imediatamente, essa gordura é centrifugada, na própria sala de cirurgia, para eliminar a parte liquida e oleosa (que serão descartados) do conteúdo lipoaspirado. O que sobra, é uma quantidade de gordura pura, que é rica em células tronco, mas não somente células-tronco. Logo em seguida, essa gordura rica em CT é enxertada no rosto (com técnicas e cânulas específicas para isso), em locais específicos, como maçã do rosto, linha da mandíbula, sulcos, têmporas (região entre o couro cabuledo e o canto dos olhos e a testa), testa, queixo, região entre a pálpebra inferior e a maxila (sulco nasolacrimal), enfim, todas as regiões que perderam volume, e que devem ser revolumizadas.

– Como esta gordura é rica em CT, o trofismo e qualidade da pele e dos tecidos faciais ficam melhores, além do efeito natural de reposição do volume. Entendam que

“….o envelhecimento facial é principalmente perda de volume, e menos flacidez de pele e tecidos. Porém, é obvio que se existir uma flacidez de pele no rosto, esta deve ser tratada também, e nenhum enxerto de gordura, por mágica, fará este excesso de pele desaparecer”.

Isto se aplica ainda mais para o pescoço, que costuma sofrer uma flacidez ainda maior que no rosto.

– Para que você entenda ainda mais o processo: quando a gordura é removida por lipoaspiração, ela não pode ficar exposta ao ambiente por muito tempo; quanto maior o tempo de exposição (entre ser retirada do corpo e ser enxertada novamente), maior a oxidação desta gordura, e morte das células

adiposas. Ou seja, de nada adianta enxertar uma quantidade de gordura com células de gordura já mortas, pois o resultado é pobre, ou nenhum.
– Assim, a gordura lipoaspirada é preparada, centrifugada, e em seguida enxertada, tudo isso dentro da sala de cirurgia.
– Então, para termos um enxerto unicamente com células-tronco, essa gordura teria de ser removida e enviada ao laboratório no mesmo lugar onde a gordura será lipoaspirada, para não “morrer” durante esse tempo de espera. Por isso, essas promessas de enxerto unicamente com células-tronco são na prática inviáveis, a não ser que seja realizado tudo no mesmo local, o que na prática não existe, pelo menos não aqui em São Paulo.

“Nas nossas cirurgias de lifting facial, utilizamos a gordura centrifugada, que é rica em células-tronco, pois o objetivo, além da melhorar a textura dos tecidos faciais, é também dar volume a regiões do rosto que perderam o volume com o envelhecimento.”

E conseguimos isso com a melhor gordura possível, mas sem a necessidade dessa gordura passar por uma processo laboratorial, que é muito custoso, na prática inviável, e cujos resultados científicos ainda não se provaram melhores que o lifting com gordura rico em células-tronco”.

– Regiões com flacidez de pele, no pescoço principalmente, não serão corrigidas com nenhum enxerto de células tronco, assim necessitando da correção/retirada dessa pele em excesso. Isso funciona para qualquer outra região do rosto.

“Doutor, mas eu não gostaria de me submeter a uma cirurgia ainda; existe alguma alternativa para o meu caso?” perguntam as pacientes

SIM! Para pacientes que não desejam submeter-se a cirurgia e/ou enxerto de gordura (ambos procedimentos cirúrgicos, com anestesia, em hospital), outra alternativa seria

“o lifting volumétrico com ácido hialurônico de última geração (linha Vycross, da Juverderm), através da metodologia MD Codes, que é revolucionária, de alto impacto, que dá resultados cirúrgicos só com os preenchedores dessa linha”

Ou seja, ao invés da gordura (necessidade de centro cirúrgico, anestesia, equipe médica), o preenchimento é feito em consultório, com segurança, e resultado imediato. Reforço que esta modalidade de preenchimento é de última geração, com ácido hialurônico específico para isso, e com uma sistemática padronizada de aplicação, sem tempo de recuperação, com resultado imediato. O resultado costuma ter uma durabilidade de 2 a 4 anos, em média, fazendo retoques ao longo tempo, quando necessários.

 

Share This